Quais critérios devo utilizar para comprar um caminhão usado? - Blog Cavese Scania - Tudo sobre o seu caminhão
Quais critérios devo utilizar para comprar um caminhão usado?

O momento de adquirir ou trocar o caminhão é muito importante. Na hora de escolher o novo parceiro de trabalho, podem surgir questionamentos — principalmente, quando essa será a primeira aquisição de alto valor e determinará o ingresso de um novo motorista no setor de transportes. Muitas vezes, a primeira dúvida está relacionada ao ano de fabricação do veículo. Ou seja, é melhor optar por um caminhão usado ou 0 km?

Dar a preferência ao caminhão usado é bastante vantajoso para as empresas que desejam aumentar a frota e para os motoristas iniciantes. Decidir por um seminovo garante vantagens diferenciadas ao comprador. Entretanto, para ter sucesso com o futuro caminhão, é preciso ter cautela. Confira este artigo com os critérios a serem adotados no momento da compra de um caminhão de segunda mão, mas, antes, descubra quais são as vantagens.

Entenda as vantagens

Valor acessível

Um dos atrativos do caminhão usado é o valor. Mesmo os modelos mais novos e com pouco uso sofrem depreciação do preço após saírem da concessionária.

De acordo com a FIPE, um veículo fabricado no ano anterior custa, em média, 20% menos que um 0 km. Além disso, quanto mais antigo for o caminhão, menor será o investimento realizado. Busque por modelos que atendam às suas necessidades e compatíveis com o orçamento disponível.

Baixa desvalorização

Ao adquirir um seminovo, o comprador não sofrerá com a severa depreciação inicial do preço do veículo, já que maior queda ocorre no primeiro emplacamento.

Depois disso, o valor de revenda cai gradativamente e não ocorrem grandes oscilações. Quanto melhor for o estado de conservação do caminhão, maiores serão as chances de realizar uma venda futura por uma quantia próxima ao valor da aquisição.

Garantia

Caso a escolha seja por um caminhão com até 2 anos de uso, você possivelmente usufruirá da garantia oferecida pela fabricante.

Calcule qual será o período de cobertura para evitar surpresas. Muitas concessionárias também oferecem planos de garantias totais ou parciais para os seminovos. Preferencialmente, escolha por aquelas que oferecem maior cobertura e melhor custo-benefício no valor global do bem.

Pesquise os valores

Para fazer um bom negócio, é preciso superar a ansiedade envolvida na aquisição do novo bem. Paciência, pesquisa, olhos e ouvidos atentos são os maiores aliados. Lembre-se de que nem toda oferta precisa ser aceita, principalmente aquelas que parecem irresistíveis. Utilize a internet como aliada nas buscas (visite os sites e a tabela FIPE), mas não deixe de ir a todas as concessionárias escolhidas.

Conheça os preços médios e a margem de variação. Se necessário, peça auxílio aos mais experientes. O diálogo é a principal ferramenta de negociação e deve ser utilizado também para aclarar as expectativas, necessidades e possibilidades. Coloque tudo na ponta do lápis (financiamento, entrada etc.). Pense no potencial de produtividade e na compatibilidade do caminhão com o tipo de serviço a ser realizado.

Escolha o local de compra

É indispensável escolher cuidadosamente o local da compra! Recorra a concessionárias especializadas e reconhecidas pelo mercado. Além de confiáveis, elas oferecem garantias necessárias à satisfação do comprador.

Diferentemente das transações particulares, as autorizadas geralmente revisam os caminhões antes da venda. Além disso, caso ocorra algum problema, haverá o amparo do Código de Defesa do Consumidor.

Verifique a documentação

Impreterivelmente, o caminhão deve estar regularizado. Caso exista alguma pendência, o comprador precisa ser comunicado e estar de acordo com os termos da negociação. Investigue.

Além do licenciamento, observe se a documentação é compatível com a atividade a ser exercida (transporte de produtos perigosos, perecíveis, animais etc.). Se possível, descubra quantos foram os antigos donos e como o caminhão era utilizado.

Avalie a variedade de modelos

É possível encontrar diversos modelos em ótimo estado de conservação. Além das vendas particulares, muitas empresas trocam com frequência sua frota. Geralmente, elas deixam os caminhões substituídos sob os cuidados da concessionária para realização da venda. Dependendo das suas necessidades, você também poderá optar por caminhões usados fabricados há mais tempo.

Agora que você já sabe quais são as vantagens de adquirir um caminhão usado, o próximo passo é conhecer quais critérios utilizar para escolher. Seguir corretamente as indicações é fundamental para garantir que o seu novo companheiro de trabalho corresponderá a todas as expectativas.

Inspecione o veículo

A inspeção é tão importante quanto os outros critérios. Olhe a quilometragem, o estado geral do veículo, a presença de chaves reservas e o manual. O valor precisa ser compatível à situação, ao ano e ao modelo do caminhão. Os detalhes fazem toda a diferença. Veja o que precisa ser observado!

Aparência externa

Certamente, a estética é relevante. Entretanto, é mais importante avaliar se o caminhão já sofreu colisão e, consequentemente, passou por procedimentos de funilaria. Veja toda a parte externa e observe se há amassados, trincas, desalinhamentos (capô, para-lamas, portas, para-choques e frisos desiguais).

Na dúvida, você poderá verificar a presença de reparos (com massa plástica), utilizando um ímã envolvido numa flanela ou batendo levemente a mão na lataria e verificando o som emitido. Ao inspecionar a parte externa, confira o estado de conservação das portas e vidros. Não havendo trincas e desalinhamentos nos vidros e portas, sem deterioração ou problemas de abertura e trancamento, tudo certo!

Estrutura

A estrutura (chassi) é a base do caminhão e, por isso, precisa estar conservada. Olhe atentamente para descobrir se há evidências de soldas, pois isso costuma indicar o envolvimento do veículo em acidentes. Como as soldas, a presença de ferrugem sinaliza problema.

Atente especialmente ao assoalho, às partes inferiores das portas, aos locais próximos às borrachas e às canaletas de escoamento de água.

Interior da cabine

Verificada a parte externa, é hora de conferir a cabine. O motorista passa grande parte do tempo dentro do caminhão, logo, suas expectativas devem ser atendidas. Um bom caminhão usado apresenta estofados, volante, manoplas, painel e demais forrações em bom estado de conservação.

Eles precisam estar limpos e sem avarias. Um sinalizador é a limpeza. Quanto mais limpo o interior, mais bem cuidado o caminhão foi pelo seu antigo dono.

Motor e suspensões

O momento de averiguação mecânica é muito importante. Qualquer tipo de vazamento (água, óleo, ar e outros fluidos) aponta para algo errado. Constate se há indicativos de vazamento no motor e aproveite para “correr o olho” na parte visível da suspensão e dos freios.

Não deixe passar despercebidos o estado de conservação e a compatibilidade dos pneus com o modelo, inclusive, das rodas sobressalentes. Levante o histórico de revisões e vá para o test drive “sentir” o comportamento do caminhão.

Escute atentamente o barulho do motor. Não pode haver “pinos batendo” ou outros ruídos atípicos. O mesmo vale para as suspensões e freios. Barulhos, trepidações e falta de estabilidade se relacionam à ausência de manutenção. Durante o trajeto, repare no funcionamento do painel e nos demais instrumentos de navegação. Eles precisam apresentar desempenho ideal. Quando retornar, com auxílio de outra pessoa, confira todas as luzes.

Seguindo esses critérios, você fará uma boa compra. Mantenha a calma durante as negociações e, caso constate alguma irregularidade, não fique receoso em desistir do negócio. O investimento é alto e a sua nova ferramenta de trabalho precisa estar à altura das necessidades.

São muitas as vantagens do caminhão usado, não é mesmo? Agora, aproveite para conhecer quem mais entende do assunto: basta um clique!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *